quinta-feira, 11 de setembro de 2014

ACIDENTE COM RANGER deixa uma pessoa morta no Piauí

Uma picape Ranger com placa FBX 8020 de São Paulo com três pessoas a bordo, capotou na BR 135 próximo a Redenção do Gurguéia na manhã desta quinta-feira (21/08).
O carro tinha como origem o Estado de São Paulo com destino não informado. Segundo populares o carro capotou 3 vezes, provavelmente por cochilo do motorista, sendo que neste ponto da estrada é uma reta.
No acidente o motorista sofreu fratura no braço. O pai do condutor foi sacado do veículo e se chocou contra uma estaca de cerca de arame.
O SAMU de Redenção socorreu o senhor em estado mais grave enquanto a ambulância socorreu os demais levando-os a Bom Jesus. Informações dão conta de que o senhor chegou sem vida no hospital. Os outros ocupantes encontram-se no Hospital Regional de Bom Jesus.
P1040578.JPG
P1040579.JPG
P1040580.JPG
P1040581.JPG
P1040582.JPG
P1040583.JPG
P1040584.JPG
P1040585.JPG
P1040586.JPG
P1040590.JPG

fonte: 180 graus

Ex-prefeita de Redenção é condenada pelo TCU a devolver R$ 523 mil de convênio


O Tribunal de Contas da União condenou a ex-prefeita de Redenção do Gurguéia-PI, Maria Elita Tavares de Alencar Santos, a devolver R$ 523 mil de um convênio assinado com a Fundação Municipal de Saúde e que teria sido aplicado de forma indevida no ano de 1998, há 16 anos.
O valor original do débito é de R$ 74,2 mil, mas após atualização e juros de 1998 até 2014 a dívida já se encontra em R$ 523 mil (valor calculado no sistema de atualização de débito do TCU).
Elita Tavares é viúva do ex-prefeito da cidade, Joaquim Fonseca, assinado em 1991 com um tiro nas contas. DECISÃO DO TCU

fonte: 180 graus

Duas carretas tombam na BR-135 e populares saqueam a carga; Fotos

Mais um acidente envolvendo carretas foi registrado na BR-135 próximo a cidade de Redenção do Gurguéia.
Pela manhã o tombamento de uma carreta carregada de milho deixou em estado grave o motorista que foi socorrido ao hospital de Bom Jesus. Já no período da tarde, os saqueadores invadiram e começaram o saque dos grãos, congestionando a BR com carros, motos e muitos pedestres.
O Sr. Lourival, motorista carreta carregada de óleo de cozinha conta que tentou reduzir ao máximo para evitar atropelamento, mas não foi possível.
Com a pista tomada por saqueadores, o motorista não teve saída a não ser fazer uma manobra arriscada, trocando um possível tombamento pelo não atropelamento de várias pessoas.
Infelizmente por falta de acostamento, a carreta tombou e imediatamente passou a ser também saqueada
P1040675.JPG
P1040677.JPG
P1040678.JPG
P1040680.JPG
P1040681.JPG
P1040685.JPG
P1040691.JPG
P1040693.JPG
P1040694.JPG
P1040696.JPG
P1040699.JPG
fonte: 180 graus

Carreta de milho tomba na BR 135 e saqueadores provocam tombamento de outra carreta de óleo

Pela manhã o tombamento de uma carreta carregada de milho deixou em estado grave o motorista que foi socorrido ao hospital de Bom Jesus. Já no período da tarde, os saqueadores invadiram e começaram o saque dos grãos, congestionando a BR com carros, motos e muitos pedestres.

O Sr. Lourival, motorista de outra carreta carregada de óleo de cozinha conta que tentou reduzir ao máximo que pôde para evitar atropelamento, mas não foi possível.

Com a pista tomada por saqueadores, o motorista não teve outra saída a não ser fazer uma manobra arriscada, trocando um possível tombamento pelo não atropelamento de várias pessoas.

Infelizmente pela falta de acostamento, a carreta tombou e imediatamente passou a ser também saqueada. 

 BR-135
  • Foto: Reprodução
  • Fonte: Meio Norte

Caminhão que vinha para o Piauí se envolve em acidente;deixou 1 morto

No início da manhã desta quarta-feira (20/08), um ônibus da empresa Real Expresso, que trafegava de Brasília pela BR-020 com destino à cidade de Luiz Eduardo Magalhães, colidiu na traseira de um caminhão caçamba que vinha de SP com destino ao município de Avelino Lopes, região Sul do Piauí.
Segundo informações de familiares das vítimas do acidente, o caminhão caçamba teria furado pneu e ficou estacionado no acostamento quando o ônibus teria colidido, causando a morte de um passageiro do ônibus, identificado como Luis Yoshio, 62 anos. Os outros feridos foram, Euclésio que teve uma fratura na bacia e estava na caçamba e Maciel e Letícia, só com ferimentos leves.
No caminhão caçamba era transportado outro veículo, ambos ficaram destruídos, tamanha violência do acidente.
img-20140820-wa0010.jpg
IMG-20140820-WA0011.jpg

fonte:180 graus

Propaganda eleitoral: saiba o que pode e o que não pode durante a campanha

Saiba o que pode e o que não pode durante o período de campanha eleitoral:

Cavaletes: São permitidos cavaletes, bonecos, cartazes, mesas para distribuição de material de campanha e bandeiras ao longo das vias públicas, desde que não dificultem o bom andamento do trânsito de pessoas e veículos. Esses itens devem ser colocados e retirados diariamente. O horário permitido para exposição vai das 6h às 22h
Faixas e cartazes: Podem ser instalados em bens particulares desde que não excedam a 4 metros quadrados (m²). A manifestação deve ser espontânea, sendo vedado qualquer tipo de pagamento em troca de espaço. A justaposição de placas cuja dimensão exceda a 4m² caracteriza propaganda irregular. É proibida a veiculação de propaganda em postes de iluminação pública e sinalização de tráfego, viadutos, passarelas, pontes, paradas de ônibus e outros equipamentos urbanos
Outdoors: São proibidos, independentemente do local. A empresa responsável, os partidos, as coligações e os candidatos podem receber multa
Brindes: É proibida a confecção, utilização e distribuição de qualquer tipo de brinde com o nome do candidato (camisetas, chaveiros, bonés, canetas, brindes, cestas básicas ou quaisquer outros bens ou materiais que possam proporcionar vantagem ao eleitor)
Showmício: É proibida a realização de showmício e de evento assemelhado para promoção de candidatos e a apresentação, remunerada ou não, de artistas com a finalidade de animar comício ou reunião eleitoral
Alto-falantes ou amplificadores de som: São permitidos até a véspera da eleição, desde que usados das 8h às 22h. Não podem ser instalados a menos de 200 metros das sedes dos Poderes Executivo e Legislativo, de tribunais de Justiça, quartéis, hospitais, casas de saúde, escolas, bibliotecas públicas, igrejas e teatros
Carreatas e passeatas: Até as 22h do dia que antecede as eleições, são permitidas caminhadas, carreatas e passeatas. O TSE também permite que carros de som transitem pela cidade divulgando jingles ou mensagens de candidatos. Também é permitida a distribuição de material gráfico
Folhetos: A distribuição de folhetos, volantes e outros impressos está autorizada até as 22h do dia que antecede as eleições e não depende de licença municipal ou de autorização da Justiça Eleitoral. Além da tiragem, todo material impresso de campanha deve conter o número de inscrição no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) ou o número de inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) do responsável pela confecção e de quem contratou o produto
Internet: A propaganda eleitoral por meio de blogs, redes sociais e mensagens instantâneas é permitida. Também é permitido o envio de e-mails por candidatos ou partidos desde que haja um mecanismo que permita ao internauta o descadastramento (que deve ser providenciado no prazo de 48 horas). É proibida a veiculação de qualquer tipo de propaganda eleitoral paga. O TSE também proíbe propaganda em sites de pessoas jurídicas (empresas) ou em sites hospedados por entidades ou órgãos públicos. O internauta pode se manifestar na rede mundial de computadores, desde que se identifique
Telemarketing: É proibida a propaganda eleitoral via telemarketing em qualquer horário
No dia da eleição: É permitida a manifestação individual e silenciosa da preferência do eleitor por meio do uso de bandeiras, broches e adesivos. Até o término do horário de votação, são proibidas manifestações coletivas
Fonte: Resolução 23.404, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE)

Polícia prende estuprador e suspeito de pistolagem na divisa com a Bahia

Duas pessoas foram presas em operação policial na divisa do Piauí com a Bahia. De acordo com o delegado regional de Corrente Rodrigo Morais, o primeiro preso, identificado como Josemário Ribeiro da Cunha de Corrente é acusado de estuprar mãe e filha em Corrente  e o segundo, identificado apenas como Irailton foi preso em flagrante por porte ilegal de arma e suspeito de crimes de pistolagem em Parnaguá.


Deflagrada na região nesta quarta-feira (03), a ação faz parte da Operação Brasil Integrado, que engloba toda a região nordeste e no Piauí, envolve a Polícia Rodoviária Federal, Bope, Força Tática, Polícia Civil e Grupo de Repressão ao Crime Organizado.

"No local onde estivemos em Parnaguá, houve um homicídio onde a vítima teve a cabeça arrancada com um tiro de arma calibre 12. Quando chegamos para cumprir o mandado de busca e apreensão havia esse homem armado que é um dos suspeitos de cometer esse crime e o prendemos em flagrante com uma arma de calibre 38", explicou o delegado.

Acusado de estupro

Josemário é acusado de estuprar a enteada em Corrente, foi preso no presídio de Bom Jesus, mas teve concedida sua liberdade provisória. "Quando a mãe da menina descobriu o fato, naturalmente separou-se do acusado. Inconformado com a situação e em liberdade, Josemário foi atrás da mãe da menina, sua ex-mulher, e a estuprou”, contou o delegado.

A Polícia se concentra neste momento no Posto Fiscal que separa as cidades de Corrente, no Piauí e Formosa do Rio Preto na Bahia. 30 homens participam da operação que deve ser concluída no local as 22h de hoje.
fonte:cidadeverde

Homem é preso acusado de ser pistoleiro, no Sul do Piauí

A polícia de Corrente, sul do Piauí, prendeu um suspeito de ser pistoleiro da região. O homem não possui documentos de identificação e, no momento da busca e apreensão, também foi encontrada uma arma na casa do suspeito. O homem se identificou como Irailton e sua prisão foi executada na última quarta-feira (03).
O delegado de Corrente, Rodrigo Moraes, explica que a busca pelo suspeito já acontecia há 20 dias, quando o senhor Francisco de Assis Ferreira foi assassinado com um tiro na cabeça, no município de Parnaguá. De acordo com o delegado, a causa da morte foi brigas por terras. “Aqui no Sul, as brigas por terras são muito perigosas. As pessoas realmente contratam pistoleiros para matar seus desafetos”, conta.
Irailton foi preso em flagrante por porte ilegal de arma de fogo, além de estar detido para mais averiguações do crime. “Não temos a certeza de que realmente tenha sido Irailton que praticou o crime, mas ele precisa ficar detido porque ninguém sabe quem ele é. Não sabemos nem se esse nome é verdadeiro porque ele não possui nenhum documento de identificação. Talvez se ele for solto, nunca mais volte”, avalia o delegado Rodrigo Moraes.
Um dia depois da prisão de Irailton, outro homem foi preso acusado de contratar um pistoleiro para assassinar seu primo. Esse último caso aconteceu na cidade de Picos. Em Teresina, foi executado o empresário Izael Alves Pereira, no dia 7 de agosto na zona Leste. O crime ainda não foi esclarecido, mas há suspeita de que a morte dele tenha sido encomendada.

Bando acusado de roubar banco em Curimatá é preso na Paraíba

Marcas de tiros ficaram nas paredes do comércio em Princesa Isabel durante assalto em 2013 (Foto: Reprodução / TV Cabo Branco)Marcas de tiros ficaram nas paredes do comércio em Princesa Isabel durante assalto em 2013 (Foto: Reprodução / TV Cabo Branco)
A Polícia Civil da Paraíba, por meio da 15ª Área Integrada de Segurança Pública (Aisp), com sede na cidade de Patos, desarticulou nesta terça-feira (26) uma quadrilha especializada em roubo a bancos no Norte e no Nordeste. A ação teve apoio do Ministério Público.
A prisão fez parte da ‘Operação Canga’, cujos mandados de prisão temporária foram cumpridos no município de Princesa Isabel, na Paraíba, e nos estados de Alagoas e Rio Grande do Norte. Foram presos seis homens suspeitos de roubar duas agências bancárias em Princesa Isabel, em maio do ano passado. A quadrilha já teria agido pelo menos 12 vezes em seis Estados do país.
De acordo com o delegado seccional da cidade de Patos, Cristiano Jacques, que coordenou a operação, a quadrilha era formada por 12 integrantes. Dois foram mortos durante as investigações do roubo de 2013 em Princesa Isabel e outros quatro já foram identificados e a polícia solicitou os mandados de prisão à Justiça.
Na época do assalto, a quadrilha portava armas de grosso calibre e usava roupas do Exército Brasileiro. Eles roubaram as agências do Banco do Brasil e Bradesco, no Centro da cidade, e ainda invadiram a sede do Ministério Público. O bando trocou tiros com a polícia em uma ação que durou cerca de uma hora.
'Novo cangaço' – Segundo a autoridade policial, o grupo praticava assaltos com abordagens conhecidas como 'novo cangaço'. “O nome da operação deriva das práticas do cangaço, quando a violência era usada sem limites para conseguir o que se pretendia nas cidades invadidas. No caso específico deste bando que prendemos hoje, os membros atuavam de forma organizada em vários Estados, sempre com emprego de armamento de fogo de alta capacidade de destruição, como fuzil, submetralhadoras e pistolas”, explicou.
A Polícia Civil investigava o grupo há mais de um ano e conseguiu evitar outros roubos em estados do Norte e Nordeste, com o apoio de policiais locais. Outro dado relevante, segundo o delegado Cristiano Jacques, era que a quadrilha planejava um novo assalto ao município de Princesa Isabel, já que eles tendiam a repetir suas ações bem sucedidas tempos depois.
Durante todo o processo de levantamento de informações e de identificação dos envolvidos nos assaltos a Polícia Civil da Paraíba contou o com apoio da Polícia Civil da Bahia, Pernambuco e Alagoas, além de agentes da Polícia Federal do Rio Grande do Norte. “O grupo era chefiado por José Valdetário Benedito Carneiro, que é natural da cidade de Caraúbas, no Rio Grande do Norte. Dois dos integrantes do grupo, Antônio Mouro e Rafael Alves, que participaram ativamente do roubo em Princesa Isabel, foram mortos em confronto com a polícia, no assalto realizado em Minas Gerais. Em decorrência das mortes dos componentes, a quadrilha migrava para outros Estados, e organizava um novo grupo, com novos participantes, para continuar realizando as ações criminosas”, disse Jacques.
Para o delegado, o modo de articulação da quadrilha chamava atenção. “Eles eram organizados. Dividiam tarefas, com um grupo de execução e outro de levantamento de informações (quantidade de policiais no local, volume de dinheiro nos bancos, rotas de fuga, bloqueios com veículos queimados). Indícios apontam para a participação de pessoas do município com a apuração de dados para que a quadrilha pudesse executar o crime e não ser presa”, afirmou o delegado.
O grupo tinha assaltado agências em Santana do Araguaia, no Pará, em 2011 e 2012. Em Taperoá, no cariri paraibano, em 2011; Tanque Novo, Bahia em 2012; Coremas, Paraíba em 2012; Mata Grande, Alagoas, em 2012; Serra Branca, Paraíba; Castro Alves, na Bahia; Amargosa, também na Bahia em 2013; Cocos, Bahia, em 2013 e 2014; Princesa Isabel, Paraíba, em 2013; em Vila Rica, Minas Gerais, em 2013, e Curimatá, no Piauí, em 2014.
Nome dos criminosos identificados:
  • Antônio Moura (morto em confronto com a Polícia)
  • Rafael Alves de Carvalho (morto em confronto com a Polícia)
  • Evanaldo Galdino da Silva
  • Evandro Vieira de Lima
  • Francisco Evanaldo Gomes da Silva.
  • Régis Wagner Alves de Lima.
  • Francisco Gleison Dantas de Oliveira.
  • Ivanildo Pereira Cavalcante
  • Willians da Silva Xavier.

Redação com Secom-PB

sexta-feira, 20 de junho de 2014

Inicio da pavimentação asfáltica em Curimatá.

b1.jpg
Na manhã de hoje, 20/06, foram iniciadas as obras de pavimentação asfáltica no perímetro urbano de Curimatá, total de 26.000 m², sendo beneficiadas algumas ruas do centro da cidade. As ruas a serem asfaltadas nesta primeira etapa são: rua Princesa Isabel, Rua João do Lago, toda a avenida Valdecir Rodrigues de Albuquerque onde já existe o calçamento e ainda a parte central entre a Av. Curimatá e a Av. Barão do Paraim. A realização desta obra é através de recurso estadual. Segundo informações do Executivo Municipal o projeto em sua totalidade é de asfaltar todas as ruas que já tem calçamento, a ser concluído em etapas, melhorando assim, a mobilidade urbana da cidade.b2.jpg
b3.jpg
b4.jpg
b5.jpg
b6.jpg
b7.jpg
b8.jpg
b9.jpg
b10.jpg
b11.jpg
b12.jpg
b13.jpg
b14.jpg
Fonte: 180 graus

Prefeitos da AMES se solidarizam com o município de Curimatá

O presidente da Associação dos Municípios de Extremo Sul do Piauí - AMES e prefeito de Riacho Frio, Adalberto Gerardo Rocha Mascarenhas, enviou nota de solidariedade ao município de Curimatá, em especial ao prefeito do município, Reidan Kleber Maia de Oliveira, em face ao cumprimento judicial que impossibilitou a realização da XXVII Vaquejada do município.
Devido ao evento não ter acontecido, que é tradicional por atrair pessoas de todo o País, o município acabou sendo bastante prejudicado, pois haviam sido feitos vários investimentos tanto pela administração municipal, quanto por parte dos comerciantes locais. Veja, abaixo, a nota de solidariedade enviada pelo presidente da AMES.
NOTICIA CURU RIAXU.jpg
A Associação dos Municípios de Extremo Sul do Piauí - AMES, por seu presidente, vem manifestar solidariedade ao Prefeito Municipal de Curimatá, REIDAN KLEBER MAIA DE OLIVEIRA, em face do impedimento judicial que impossibilitou a realização da XXVII Vaquejada do Município de Curimatá.
Sem perquirir sobre o mérito da decisão interlocutória liminar, o dano para o Município foi patente, pois o mesmo deixou de arrecadar tributos diversos, causando prejuízos imensuráveis à população que tiveram imensos prejuízos com investimentos feitos em produtos de comercialização; sem falar no fato de que a Vaquejada é uma festa tradicional, com o deslocamento dos munícipes e convidados, vindos de todas as partes do país.
Por mais, embora tivesse sido anunciada há mais de 60 (sessenta) dias, a proibição fora feita no dia de inicio da Vaquejada, por meio de decisão liminar e, sem possibilidade de um contraditório e ampla defesa efetiva por parte do prefeito daquela cidade.
O nosso sistema jurídico permite a açâo levada a efeito pelo Poder Judiciário, entretanto, não deve este, data vénia, no seu mister, se alheiar de circunstâncias e variáveis outras, sob pena de, em nome da proteção da moralidade administrativa, ocasionar prejuízos muito maiores, especialmente, quando poderia ter condutas legais eficazes e menos danosas para toda a população.
É em solidariedade à população de Curimatá que os prefeitos da Região do Extremo Sul do Piauí manifestam o entendimento acima exposto.
ADALBERTO GERARDO ROCHA MASCARENHAS
Prefeito de Riacho Frio - PI
Presidente da AMES/PI
Fonte: Com informações da AMES 180 graus

Projeto cria parceria com Governo do Piauí para combater criminalidade

Dia 04.06, foi aprovado na Câmara Municipal de Curimatá em Sessão Extraordinária o Projeto de Lei nº 003/2014 que regulamenta convênio entre o Governo do Estado por meio da Secretaria de Segurança Pública e a Prefeitura Municipal de Curimatá. A parceria visa implantar o Programa de Combate à criminalidade com o aumento do contingente e a melhoria do aparato policial. Atualmente o patrulhamento policial na cidade está sendo feito por equipes da força tática PM do PI e policias do GPM local.
a16.jpg
fonte: 180 graus

segunda-feira, 16 de junho de 2014

TCE envia lista de 211 gestores com contas reprovadas ao Ministério Público Eleitoral. E Curimatá tem alguém ?

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI) enviou hoje, 16, ao Ministério Público Eleitoral, a relação preliminar dos gestores que tiveram as prestações de contas julgadas irregulares, desde 2005, com trânsito em julgado. A lista contém os resultados de 271 julgamentos, de responsabilidade de 211 gestores. A diferença ocorre em razão de alguns gestores acumularem mais de uma reprovação em suas contas.
Imagem: ReproduçãoTCE-PI(Imagem:Reprodução)TCE-PI
As lista envidas pelo TCE-PI e por outros órgãos de administração pública vão compor o Sistema Sisconta Eleitoral, desenvolvido pela Procuradoria Geral da República, a pedido do Grupo Executivo Nacional da Função Eleitoral (Genafe) e da Procuradoria Geral Eleitoral (PGE). As informações serão analisadas pelos procuradores do Ministério Público na área eleitoral em cada estado e no Distrito Federal para verificar a necessidade de ação na Justiça Eleitoral contra o registro dos candidatos, que pode ser feito até 5 de julho. O Sistema integrado de informações vai conferir mais eficácia à aplicação da Lei da Ficha Limpa.

Clique aqui e confira a lista
 Acesse aperte ctrl F coloque o nome Curimatá e vai teclando enter para ver as situações.

fonte: gp1

sábado, 14 de junho de 2014

Justiça proíbe vaquejada de Curimatá por irregularidade em patrocínio

Tribunal de Justiça atendeu pedido Ação Civil Pública do Ministério Público.
Prefeitura de Curimatá preferiu não comentar sobre a decisão judicial.


Decisão judicial  (Foto: Reprodução/TJ-PI)Decisão judicial (Foto: Reprodução/TJ-PI)
A vaquejada de Curimatá, região Sul do Piauí, foi cancelada pelo Tribunal de Justiça. O evento estava marcado para iniciar nesta sexta-feira (13), mas a decisão do juiz Edilson Chaves de Freitas, publicada na quinta-feira (12), proibiu a atividade até que a prefeitura explicasse o dinheiro utilizado para patrocinar a atividade.  A decisão partiu de uma Ação Civil Pública Cautelar ajuizada pelo Ministério Público do Piauí.

O procurador de Curimatá, William Luz, explicou que o pedido foi motivado pela não regularização do patrocínio da prefeitura, desrespeitando o uso do dinheiro público, assim como o atraso de dois meses do pagamento dos salários dos professores do município. William também explicou que o juiz cedeu o prazo de 72 horas para que a prefeitura esclarecesse o patrocínio, mas nada foi feito.

“A vaquejada não é mais para acontecer por causa da decisão judicial e, caso os organizadores a descumpram, poderá ocorrer prisões em flagrante, incluindo o pagamento de multas. Se a Prefeitura explicar e regularizar o patrocínio, o evento, talvez, poderá ocorrer em outro momento. Deixamos claro que a decisão está publicada no site do Tribunal de Justiça para informação de todos e que ela não foi tomada com base de crime contra os animais, mas com a irregularização do patrocínio”, disse o promotor.

G1 entrou em contato com a Prefeitura de Curimatá, mas eles preferiram não comentar o caso.

fonte: g1

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More